Bíblia do Caminho Testamento Xavieriano

Palavras sublimes — Autores diversos


13


Evangelho

1 Há uma fonte sublime de água pura
Que aos sedentos do mundo desaltera:
Fonte de paz da eterna primavera,
Jorrando a luz de mística ventura.


2 Oh! Vós que andais vivendo a desventura
Nos caminhos da lágrima sincera,
Bebei da água de luz que regenera
Os filhos do pecado e da amargura!


3 Oh! Multidões de todos os aflitos,
Que derramais os prantos infinitos
Nos amargosos ais da vossa cruz,


4 Guardai no fundo d’alma sofredora
A lição luminosa e imorredoura
Da palavra sublime de Jesus!


.Cruz e Souza




Reformador — 1º de junho de 1936


Citação parcial para estudo, de acordo com o artigo 46, item III, da Lei de Direitos Autorais.

.

Abrir