Bíblia do Caminho Testamento Xavieriano

Palavras do Infinito — Autores diversos — 3ª Parte


3


Uma orientação política para o Brasil

NAS PÁGINAS PSICOGRAFADAS DE CHICO XAVIER

Ainda a democracia — As leis são boas mas os homens são maus… Patriotismo e coletividade

1 Pedro Leopoldo, 8 (Especial para O GLOBO, por Clementino de Alencar) — De acordo com o que adiantávamos ontem, iniciamos hoje a divulgação de respostas colhidas do Além pelo “médium”, e relativas às consultas selecionadas da vasta correspondência que lhe chegara desde o início da maior divulgação do seu caso.

Conforme já observamos, muitas das indagações, embora colhidas com a mesma e respeitosa delicadeza que as demais, foram postas de parte por estarem fora não só das possibilidades do “médium”, ou antes, de seus protetores, como também das altas cogitações de ordem moral e espiritual da doutrina.


EM TORNO DA SITUAÇÃO ECONÔMICA DO BRASIL

A abertura das cartas era feita à noite, na residência do “médium” e este mesmo as lia e enunciava as consultas nas mesmas contidas.

Reunidas algumas perguntas admissíveis, a caixa da correspondência era posta de lado e o “médium” concentrava-se a seguir para a consulta aos protetores e amigos do espaço.

O repórter limitava-se a recolher as respostas porventura obtidas.

A primeira das consultas atendidas foi a seguinte:

Depois de algumas referências à mensagem de Emmanuel, publicada em nossas edições de 16 de maio último, e na qual o “guia” diz que “para o estado atual do Brasil não se enquadra outro regime fora da democracia liberal”, um missivista, talvez pouco simpático a esse mesmo regime, fez esta indagação:


2 “Como poderá o Brasil resolver a sua situação econômica dentro da democracia liberal?”


SOMENTE FORA DO FACCIOSISMO, DAS LUTAS DE CLÃ…

A resposta de Emmanuel é pronta e coerente com o ponto de vista favorável à liberal democracia, já antes expendido. Revela ainda o “guia”, em suas considerações de agora, estar mais ou menos a par dos aspectos gerais da atual situação patrícia…

Eis essa resposta de Emmanuel:

“A República brasileira necessita de forças vitalícias, no terreno político-administrativo, que predominem sobre suas instituições de caráter temporário.

“Contrariando o facciosismo, as lutas de clã, existiam no Brasil Império os grandes poderes centralizados. É da formação de um poder como esses que a República necessita, a fim de corrigir os baldões, os defeitos, a instabilidade da política administrativa.


AS CONCEPÇÕES AVANÇADAS DA ALMA BRASILEIRA

“O conjunto de leis brasileiras, os dispositivos constitucionais refletem a evolução moral dos habitantes das terras do Cruzeiro. Não só a nova carta política ultimamente promulgada — excetuando-se as incompreensíveis emendas religiosas — como a Constituição de 1891,  †  são documentos de alto valor histórico e político, atestando as concepções avançadas da alma brasileira.


OS INTERESSES DOS CHEFES NUNCA SÃO PREJUDICADOS

“Temos porém a considerar no país o combate prejudicial dos partidos sob a ditadura dos mais implacáveis individualismos.

“Os interesses dos chefes nunca são prejudicados. Sob o despotismo de sua vontade pessoalíssima estão os interesses da nação e das coletividades.


UMA APROXIMAÇÃO NECESSÁRIA

“Ora, nas condições atuais, não se enquadraria no país outro regime que não seja o da democracia. As experiências porém requerem uma salutar aproximação entre governantes e governados, e todo o individualismo deve desaparecer nos interesses gerais.


A QUESTÃO É DE HOMENS, NÃO DE LEIS

“A solução dos problemas das classes tem sido tratada com a mais acentuada ausência de tato pelos que dirigem o Estado. Os grandes desequilíbrios econômicos e o ceticismo de quantos vivem a esperar melhores dias para a nação são oriundos justamente dessa odiosa campanha personalista que infelicita, há muitos anos, as correntes políticas do país.

“A questão é de homens e não de leis. As leis são boas e bastavam para controlar todos os fenômenos da vida nacional.


FALTAM OS CÉREBROS E OS SENTIMENTOS

“Faltam os executores, os cérebros e os sentimentos.

“Evite-se a expansão do interesse pessoal, as competições mesquinhas, a ambição de ganhos e domínios, os assaltos ao Tesouro Público, o exibicionismo e cultive-se, acima de tudo, o interesse da coletividade. Basta isso. A coletividade é a nação e não se compreende o patriotismo fora dessas normas.


QUESTÃO PURAMENTE ADMINISTRATIVA

“Vê-se pois que todos os problemas econômicos estão enfeixados nas questões de ordem administrativa.

“Nestes tempos de confusão em que a crise se manifesta dentro de todas as modalidades, Deus proteja o Brasil, inspirando àqueles que o governam e concedendo a todos os seus filhos paz e prosperidade.”


.Emmanuel



(Recebida em Pedro Leopoldo a 18 de junho de 1935)


Citação parcial para estudo, de acordo com o artigo 46, item III, da Lei de Direitos Autorais.

.

Abrir