Bíblia do Caminho Testamento Xavieriano

Parnaso de Além-Túmulo — Autores diversos


44


Luiz Murat

Fluminense, nascido a 4 de Maio de 1861 e desencarnado na cidade do Rio de Janeiro, em 1929, Bacharel em Direito, membro da Academia Brasileira de Letras. Poeta de grande e viva inspiração, conta em seu acervo bibliográfico Ondas (3 volumes), Sara (poema), e vasta colaboração na Imprensa.


ALÉM AINDA…

  1 Caminheiro que vais ao fim do dia

  Demandando o crepúsculo das dores,

  Não te percas na lágrima sombria

  Da tormenta de anseios e amargores!


  2 Além da sepultura principia

  O caminho dos sonhos redentores,

  Na alvorada perene da harmonia,

  Aureolada de eternos resplendores.


  3 Desolado viajor, ergue teus olhos!

  Não te prendas somente ao chão tristonho.

  Guarda a esperança carinhosa e linda!


  4 Vence a longa jornada dos abrolhos,

  Que o país luminoso do teu sonho

  Fica ao alto… distante… além ainda…


.Luiz Murat


Citação parcial para estudo, de acordo com o artigo 46, item III, da Lei de Direitos Autorais.

.

Abrir