Bíblia do Caminho Testamento Xavieriano

Luz no lar — Autores diversos


38


Confidência de mãe

  1 Dei-te um berço de rendas e de flores,

  Adorei-te por nume excelso e amigo

  E inclinei-te, meu filho, a ser comigo

  Soberano de sonhos tentadores.


  2 Ordenava no orgulho que maldigo:

  — “Não te curves nem sirvas, aonde fores…”

  Entreguei-te mentiras por louvores

  E enganosa fortuna por abrigo.


  3 Hoje, de alma surpresa, torno a casa!

  Tremo ao ver-te no luxo que te arrasa,

  Como quem dorme em trágico veneno!


  4 E choro, filho meu, choro vencida,

  Por guardar-te entre os grandes toda a vida,

  Sem jamais ensinar-te a ser pequeno.


.Andradina de Oliveira



Este soneto foi publicado em 1962 pela FEB e encontra-se na 8ª lição da 3ª parte do livro “Antologia dos Imortais


Citação parcial para estudo, de acordo com o artigo 46, item III, da Lei de Direitos Autorais.

.

Abrir