Bíblia do Caminho Testamento Xavieriano

Entre irmãos de outras terras — Autores diversos — F. C. Xavier / Waldo Vieira


11


Convite ao pensamento

(Página psicografada horas depois de haverem os médiuns deste livro estudado a possibilidade da aceitação de um convite para um programa de televisão.)


1 Todos os canais da publicidade respeitável são caminhos pelos quais a ideia espírita precisa e deve transitar.

2 Nossa tarefa, porém, na hora que passa, é a de reavivar a chama dos princípios doutrinários. Convite ao pensamento. Apelo ao raciocínio. 3 Achamo-nos à frente de um mundo em reforma. Casa em transição e refazimento. Entre as acomodações do antigo e os desafios do novo, somos trazidos a erguer um cenáculo para os valores da alma.

4 Agitar opiniões seria distrair, perder a oportunidade na extroversão.

5 O Espiritismo evangélico pede seareiros decididos a revolver as leiras da verdade. Silêncio e construção. 6 Não importa sejamos poucos. O pão disputado com alarido, nas praças, foi, a princípio, um compromisso de trabalho entre o lavrador e o solo que lhe acolhe a esperança.

7 Nunca desprezar a obscuridade do início. Acendamos, com o livro, a faísca de lume. n

8 Façamos a nossa parte. Outros realizadores virão. A obra não é nossa.

9 Reflitamos na supervisão que verte do Cristo, detenhamo-nos na reverência aos Bons Espíritos que o representam.

10 O materialismo inventou máquinas capazes de sustentar o mínimo esforço físico para o homem na Terra, mas não lhe suprimiu as aflições de espírito. 11 Quanto mais supercultos os povos do planeta, do ponto de vista do cérebro, mais ampla a taxa dos sofrimentos de natureza moral.

12 Conquanto indispensáveis na economia do progresso, os títulos acadêmicos e os avanços técnicos não curam as moléstias do pensamento e nem arredam do caminho o fogo das paixões.

13 Somos convocados hoje a trabalhar na desmontagem das armadilhas do suicídio e no combate à praga da obsessão, n desarticulando as brechas do tédio e do desânimo, da angústia e da descrença, pelas quais se insinua a força da sombra contra a luz e do desequilíbrio contra a harmonia que rege a existência.

14 Prossigamos. Permaneçam conosco a fé no Poder Supremo e a presença do Mestre, aquele mesmo Eterno Amigo que nos prometeu, convincente: — “Aquele que me segue não anda em trevas.” ( † )


.André Luiz



(Nova Iorque, N.I., E. U. A., 6, Julho, 1965.)

(Psicografado por Waldo Vieira.)




PEQUENO ESTUDO ESTATÍSTICO EM TORNO DE DESENCARNAÇÕES POR SUICÍDIO E LOUCURA NOS ANOS DE 1961 E 1962

SUICÍDIO


Desencarnações por suicídio, em 10 dos países que mostram índice mais elevado de óbitos dessa natureza.

Classificação por média anual tomada dos anos mais recentes da estatística mundial, conforme os dados informativos do “Demographic Yearbook — 1963”, edição das Nações Unidas, New York, 1964.


Países

Anos

Desencarnações n

Em 100.000 n

Áustria

1962

1.598

22,4

Alemanha n

1961

10.116

18,7

Suíça

1961

1.001

18,2

Japão

1962

16.439

17,3

França

1962

7.112

15,1

Bélgica

1961

1.348

14,7

Inglaterra n

1961

5.589

12,0

E. U. A.

1962

20.207

10,8

Polônia

1961

2.643

8,8

Portugal

1962

770

8,6


LOUCURA


 Desencarnações  por  loucura,  em  10 dos  países  que  mostram índice mais elevado de óbitos dessa natureza.  Classificação  por média anual  tomada aos  anos  mais  recentes da estatística  mundial, conforme  os  dados  informativos do “Demographic  Yearbook — 1963”,  edição das  Nações Unidas, New York, 1964.


Países

Anos

Desencarnações n

Em 100.000 n

França

1962

77.890

165,7

Portugal

1962

12.838

143,1

Bélgica

1961

13.127

142,9

Polônia

1961

41.603

138,8

Japão

1962

71.478

 75,3

Alemanha n

1961

39.932

73,9

Áustria

1962

2.962

41,6

Suíça

1961

818

14,9

Inglaterra n

1961

6.756

14,5

E. U. A.

1962

19.730

10,6



Notas dos médiuns Waldo Vieira e Francisco Cândido Xavier:


a) O presente estudo estatístico, em torno do suicídio e da loucura,  considerados, em  tese,  como  sendo  moléstias  do materialismo, excetuados  naturalmente  os  casos  de  natureza puramente orgânica, foi efetuado, a pedido dos benfeitores espirituais Emmanuel e André Luiz, para que se avalie a necessidade da divulgação do Espiritismo Evangélico entre as Nações.


b) Emmanuel e André Luiz dirigiram as pesquisas dos médiuns nesse sentido no mês de Julho de 1965 em Nova Iorque pesquisas essas que resultaram em estudos diversos, dos quais transparece que a média de desencarnações por suicídio e loucura, na atualidade da Terra, em todos os continentes, é tão grave e significativamente tão alta, quanto as do câncer e da arteriosclerose. Dos referidos estudos, destacaram-se os presentes apontamentos estatísticos, para a apresentação sintética do problema, por mostra do assunto apenas em 10 países.


c) Um exemplar do “Demographic Yearbook — 1963”, editado pelas Nações Unidas, em Nova Iorque, em 1964, do qual foram extraídas as anotações acima, foi oferecido à Biblioteca da Federação Espírita Brasileira.


[1] Depois de vinte dias, após o recebimento destas anotações, os médiuns assinaram contrato com a “Philosophical Library”, de Nova Iorque, para o lançamento do livro “The World of the Spirit”.


[2] Veja-se, nas páginas 52, 53 e 54, [o estudo logo acima] um estudo estatístico referente ao suicídio e à loucura, organizado pelos médiuns.


[3]  Totais de desencarnações por suicídio (Suicídio e injúria feita a si mesmo)


[4] Número de desencarnações em cada parcela de cem mil habitantes.


[5] República Federal  da Alemanha.


[6] Inglaterra e País de Gales.


[7] Totais de desencarnações por loucura (Senilidade sem menção de psicose, em razão de causa mal definidas ou desconhecias.


Citação parcial para estudo, de acordo com o artigo 46, item III, da Lei de Direitos Autorais.

.

Abrir