Bíblia do Caminho Testamento Xavieriano

Construção do amor — Emmanuel


13


Ante o segundo século

1 O primeiro século do Cristianismo conheceu suplícios inolvidáveis quais foram:

  a crueldade de Tibério…

  a demência de Calígula…

  a insânia de Nero…

  a perseguição indiscriminada…

  a matança nos circos…

  a ferocidade de algozes enrijecidos e insensatos…

  a condenação sem processo…

  a escravidão absoluta…

  a humilhação sistemática…

  a injúria e o martírio…


2 Ainda assim, milhões de criaturas encontraram o justo caminho da consagração pessoal ao Senhor, suportando heroicamente a flagelação e o insulto, o menosprezo e a morte, para formarem, com o próprio exemplo, as bases do mundo em que a evolução do direito e da ordem, do progresso e da solidariedade preside a civilização do Ocidente, que, apesar do estigma da devassidão e da guerra, ainda é a esperança para a vitória da luz.


3 O primeiro século do Espiritismo que restaura os valores da Boa Nova é bafejado por excelsas conquistas quais sejam:

  os louros da independência religiosa…

  a justiça das nações mais cultas do globo…

  o aprimoramento industrial…

  a crescente extensão da fraternidade…

  o banimento do cativeiro…

  o respeito às liberdades públicas e privadas…

  a inviolabilidade do lar…

  a dignificação do trabalho…

  o avanço luminoso da inteligência, que tateia a estratosfera e desce às profundezas do mundo atômico…


4 É por esse motivo que nós, os espíritas de agora, cristãos igualmente redivivos, com mais amplos fatores de segurança, somos convocados à redenção da Terra, competindo-nos, porém, para isso, não mais o ânimo firme no contato com feras e cruzes, escárnio e fogueira, mas, sim a coragem varonil de vencermos a treva cristalizada conosco, em forma de indiferença e ociosidade, orgulho e rebeldia, instalando, através do serviço e da educação, o entendimento e o amor em nós mesmos, a fim de que o reinado do Cristo fulgure entre nós para sempre.


.Emmanuel


Citação parcial para estudo, de acordo com o artigo 46, item III, da Lei de Direitos Autorais.

.

Abrir