Bíblia do Caminho Testamento Xavieriano

Cartas do Alto — Autores diversos


43


Saudade e esperança

Versos à companheira querida que deixei no mundo.


1 Lembrança e entardecer ao sol de fogo e opala…
Vejo-te e não me vês… Enlaço-te, querida!
Procuras-me na lousa, ante a forma sem vida…
Indagas recordando e soluças sem fala…


2 Entre nós o silêncio… Anseio confortá-la!
Sufoca-me a saudade estranha, indefinida…
Partes… Parto igualmente… É nova despedida.
Clamo à frente da noite e o túmulo se cala.


3 Venho agora, porém, da morte que transponho,
Rogar-te ao coração, estrela do meu sonho:
Não me procures mais na terra seca e fria!


4 Asserena-te e aguarda! Um dia, finda a prova,
Surpreenderás contigo a luz da vida nova
E na glória do amor hei de esperar-te um dia! n


.Figueiredo Silva




Reformador — Fevereiro de 1971.


[1] Segundo consta do original, o soneto foi recebido em reunião pública da Comunhão Espírita Cristã, na noite de 22/08/1970, em Uberaba, Minas Gerais.


Citação parcial para estudo, de acordo com o artigo 46, item III, da Lei de Direitos Autorais.

.

Abrir