Bíblia do Caminho Testamento Xavieriano

Cartas do Coração — Autores diversos — 1ª Parte


1


Reflexões

1 De todas as dedicações terrestres, a mais sublime é aquela que nasce do devotamento maternal.

2 Acompanhamos nossos filhos, por uma disposição indevassável de Deus, entre flores ou espinhos, entre luzes ou charcos, para darmos, em favor deles, o próprio coração.

3 Não existem dois tesouros no campo da alma.

4 Quem prefere as fantasias douradas da carne, cedo acorda aqui, em dolorosa e indefinível pobreza!

5 A fonte da graça espiritual é propriedade daqueles que, desde o mundo, se unem ao Senhor.

6 Nem sempre, enquanto nos demoramos no mundo, sabemos aproveitar a riqueza da fé!

7 Supomos que a religião é uma ideia que deve permanecer escravizada aos nossos caprichos e exigências, esperando que as suas forças representativas gravitem ao lado de nossos desejos.

8 Basta, porém, um passo além do túmulo, para compreendermos a verdade.

9 Se não lapidamos o coração, sobrevém para nós a tormenta.

10 São os votos mal cumpridos, as promessas olvidadas, as tarefas ao abandono, os compromissos relegados ao esquecimento e a ânsia doentia de colher sem plantar e de auferir lucros sem esforço, na grande jornada em que junto de nossos amigos e adversários, tanto poderíamos realizar em nosso proveito!

11 Bendigamos a luta!…

12 Sem ela — a energia viva que nos orienta para cima — que seria de nossas imperfeições? Que seria do ferro bruto sem o fogo da forja incandescente?

13 Ajudemo-nos uns aos outros com paciência.

14 Aqui reconhecemos, que mais vale sofrer e servir sem descanso, que regalar-se a alma no mundo, na expectativa injustificável de permanência num céu que devemos trabalhar, ainda muito, para merecer.


.Adelaide Coutinho


Citação parcial para estudo, de acordo com o artigo 46, item III, da Lei de Direitos Autorais.

.

Abrir