Bíblia do Caminho Testamento Xavieriano

Antologia dos Imortais — Autores diversos — 2ª Parte


42

Galba de Paiva


DESERTOR

  1 Silêncio… Inércia… Morte… O fim de tudo…

  Era o estranho ideal que acalentara

  Quando vivi qual cego, surdo, mudo,

  Ou sonâmbulo em crise longa e rara.


  2 Covarde e tresloucado, em transe agudo, n

  De súbito fugi à vida amara

  E marchei, constrangido, para o estudo

  Do enigma que, em vão, me acabrunhara. n


  3 Mas não morri… Morreu-me o vaso impuro… n

  E, distante da carne transitória,

  Colho o passado e planto o meu futuro.


  4 Nem mistério, nem cinza à nossa frente…

  Apenas o homem louco de vanglória

  Procurando enganar-se inutilmente. n


GALBA DE PAIVA — Poeta distinto, jornalista, conferencista e crítico literário. Depois de cursar o Liceu Alagoano, de Maceió, bacharelou-se pela Faculdade de Direito do Rio de Janeiro, tendo sido o orador da turma de 1915. Exerceu várias funções públicas na administração e na magistratura do Rio Grande do Sul. Colaborou em diversos jornais e revistas, dentre outros o Diário do Interior, de Santa Maria, Última Hora, de Porto Alegre, Fon-Fon! e Leitura Para Todos do Rio de Janeiro. Na revista carioca A Semana foi crítico literário ao tempo de Adelino Magalhães. De 1930 até à sua desencarnação, viveu no Rio de Janeiro, advogando no foro. (Uruguaiana, Rio Grande do Sul, 26 de Setembro de 1893 — Rio de Janeiro, Gb, 1 de Julho de 1938.)

BIBLIOGRAFIA: Folhas, versos;  Hora Azul, conferência; Elogio das Cores, idem; etc.


Nota. Para que possamos entender-lhe o soneto, transcrevamos apenas o último terceto de “Perante a Dúvida”, que o poeta escreveu, tempos antes de se suicidar:


“Mas do termo final já não me iludo…

— Basta a triste certeza de ser nada,

Basta a vaga esperança de ser tudo.”

(Apud Col. Poetas Sul-Riogr., pág. 283.)



[1] Aliteração em d.

[2] Suarabácti: “e-ni-g-ma”. Cf. nota 1, do cap. 10 da 1ª Parte.

[3] morriMorreu-me…: Poliptoto.


(Psicografia de Waldo Vieira)


Citação parcial para estudo, de acordo com o artigo 46, item III, da Lei de Direitos Autorais.

.

Abrir