Bíblia do Caminho Testamento Kardequiano

Revista espírita — Ano V — Novembro de 1862

(Édition Française)

O médium e o Dr. Imbróglio

Correi, correi, doutor Imbróglio

A mesinha anda só: é patente, tangível

— Que nada! vou provar num in-fólio

Que a coisa não é possível.

Faremos uma observação sobre a qualificação dada ao Espírito que ditou as poesias acima citadas. Os Espíritos sérios rejeitam com razão o qualificativo de batedores: este título convém apenas àqueles que poderiam ser chamados de batedores profissionais, isto é, Espíritos levianos ou malévolos, que se servem de pancadas para se divertir ou atormentar; as coisas sérias não são da sua conta. Mas a tiptologia, como qualquer outro, é um meio para comunicações inteligentes, de que se podem servir os Espíritos mais adiantados, em falta de outro meio, embora prefiram a escrita, porque responde melhor à rapidez do pensamento. É certo dizer que, neste caso, não são eles próprios que batem; limitam-se a transmitir a ideia, deixando a execução material a Espíritos subalternos, como um escultor deixa ao aprendiz o cuidado de talhar o mármore.


A carta seguinte foi enviada pelo Sr. Jaubert ao Sr. Sabò, de Bordeaux.  †  Temos o prazer de apresentá-la, como prova dos laços que se estabelecem entre os espíritas de diversas localidades e para edificação dos timoratos.


Senhor,

Sou sensível à vossa carta. Aceito com satisfação o título que me confere a Sociedade Espírita de Bordeaux; aceito-o como recompensa por meus insignificantes trabalhos, por minhas profundas convicções e, por que não dizê-lo? pelas amarguras passadas. Ainda hoje a nova fé é mal compreendida. Os sábios se insurgem, o clero grita que é o demônio, e alguns, convencidos, guardam silêncio. Neste século de materialismo, de apetites grosseiros, de guerras fratricidas, de apego cego e imoderado aos reinos deste mundo, Deus intervém: os mortos falam e nos encorajam. Por isso cada um de nós deve inscrever, sem temor, o nome na bandeira da causa santa. Somos sempre os soldados do Cristo. Proclamamos a grandeza, a imortalidade da alma, os laços patentes que ligam os vivos aos mortos; pregamos o amor e a caridade. Que temos a recear dos homens? Ser fraco é ser culpado. Eis por que, senhor, na medida de minhas forças, aceitei a tarefa que Deus e minha consciência me impõem. Ainda uma vez, obrigado por me haverdes admitido entre vós. Sede meu intérprete junto aos nossos irmãos de Bordeaux e contai com os meus mais afetuosos sentimentos.

J. .Jaubert,

Vice-Presidente do Tribunal Civil


Observação – O Espiritismo conta hoje numerosos adeptos nas fileiras da magistratura e da advocacia, bem como entre os funcionários públicos. Mas nem todos se atrevem a enfrentar a opinião pública. Esse medo, aliás, diminui diariamente e, em pouco tempo, os galhofeiros ficarão surpreendidos por terem posto no rol dos loucos, sem qualquer cerimônia, tantos homens estimáveis por suas luzes e por sua posição social.


Citação parcial para estudo, de acordo com o artigo 46, item III, da Lei de Direitos Autorais.

.

Abrir