Bíblia do Caminho Testamento Kardequiano

Revista espírita — Ano V — Abril de 1862

(Édition Française)

POESIAS ESPÍRITAS


Crede nos Espíritos do Senhor

(Sociedade Espírita de Bordeaux  †  – Médium: Sra. Cazemajoux)

Acreditai em nós; somos centelha,

Raio brilhante do seio de Deus,

Que sobre uma alma nova se assemelha

À ternura do céu aos prantos seus.

Acreditai em nós: chama ligeira

De errante Espírito pelos jazigos

Vem afastar o obstáculo, a barreira

Que entre nós foram assim postos, amigos.

Acreditai em nós; trevas, mentiras

São dispersadas, que é do céu que vimos,

Ternos, alegres repor-vos nas liras

Dos sonhos bons o dulçor que sentimos.

Acreditai em nós; nós que erramos no espaço

Para guiar-vos ao Bem. Crede em nós

Que vos amamos… E cada hora ou passo,

Caros irmãos, nos conduz a vós.


.Elisa Mercœur n


AS VOZES DO CÉU


Vozes do céu que suspiram na brisa,

Murmuram no ar e percutem nas ondas;

E da floresta que os montes divisa

Os seus suspiros ecoam nas sondas.

Vozes do céu se agitam na folhagem

Nos verdes prados, dos bosques nos cantos,

Junto da fonte em que é mais pura a aragem

Canta o poeta seus versos em pranto.

Vozes do céu cantam nos arvoredos,

No loiro trigo, nos jardins em flores,

No azul que às nuvens repete segredos,

E no arco-íris de esplêndidas cores.

Vozes do céu, em silêncio elas choram;

Vos recolhei, falam ao coração;

São os Espíritos bons que então oram

E ao Criador enfim vos levarão.


.Elisa Mercœur



[1] [v. Elisa Mercœur]


Citação parcial para estudo, de acordo com o artigo 46, item III, da Lei de Direitos Autorais.

.

Abrir