Bíblia do Caminho Antigo Testamento

Provérbios    † 

(Vulgatæ Editionis)

CAPÍTULO 28

(Versículos e sumário)

28 O ímpio foge, sem que ninguém o persiga; o justo porém, como leão afoito, estará sem terror.

2 Por causa dos pecados da terra são mui.tos os príncipes dela; e por causa da sabedoria do homem, e pela ciência das coisas que se dizem, será mais dilatada a vida do príncipe.

3 O homem pobre, que calunia aos outros pobres, é semelhante a uma chuva impetuosa na qual se aparelha a fome.

4 Aqueles que deixam a lei, louvam o ímpio; os que a guardam irritam-se contra ele.

5 Os homens maus não cuidam no que é justo; mas os que buscam o Senhor advertem em tudo.

6 Melhor é o pobre que anda na sua simplicidade, do que o rico que anda por caminhos perversos.

7 Aquele que guarda a lei, é filho sábio; mas o que sustenta comilões, confunde a seu pai.

8 Aquele que amontoa riquezas por meio de usuras, e interesses injustos, ajunta-as para o que há de ser liberal com os pobres.

9 Daquele que desvia os seus ouvidos para não ouvir a lei, a mesma oração será execrável.

10 Aquele que seduz os justos, levando-os a um mau caminho, cairá no fosso que ele mesmo abriu; e os símplices possuirão os seus bens.

11 O homem rico parece-lhe que é sábio; mas o pobre que é prudente sondá-lo-á.

12 Na exultação dos justos há muita glória; reinando os ímpios, acontecem as ruínas dos homens.

13 Aquele que esconde as suas maldades não será bem sucedido; aquele, porém, que as confessar, e se retirar delas, alcançará misericórdia.

14 Bem-aventurado o homem que sempre está com temor; mas o que é de coração duro, cairá no mal.

15 Um príncipe ímpio sobre um povo pobre é um leão que ruge, e um urso que tem fome.

16 Um príncipe falto de prudência oprimirá a muitos pelas suas calúnias; mas os dias do que aborrece a avareza, serão prolongados.

17 Se o homem que por calúnia derrama o sangue de qualquer pessoa, fugir até se arremessar no fosso, ninguém o sustém.

18 Aquele que anda em simplicidade, será salvo; o que anda por caminhos perversos, cairá por uma vez.

19 Aquele que lavra a sua terra, terá fartura de pão; mas o que ama a ociosidade, estará cheio de indigência.

20 O homem fiel será muito louvado; mas o que dá pressa a se enriquecer, não será inocente.

21 Aquele que quando julga guarda respeito à pessoa, não faz bem; um tal homem até desampara a verdade por um bocado de pão.

22 O homem que se apressa por enriquecer, e tem inveja aos outros, não sabe que há de vir sobre ele a pobreza.

23 Aquele que  repreende a um homem, achará depois graça para com ele, muito mais do que aquele outro que o engana com as lisonjas da sua língua.

24 Aquele que tira alguma coisa a seu pai, e a sua mãe, e diz que isto não é pecado, tem parte no crime dos homicidas.

25 Aquele que se jacta, e que se incha de soberba, excita contendas; mas, o que espera no Senhor, será curado.

26 Aquele que confia no seu coração é um insensato; mas o que anda sabiamente, será com efeito salvo.

27 Aquele que dá ao pobre, não terá necessidade; aquele que o despreza quando lhe pede, cairá em penúria.

28 Quando os ímpios forem elevados, esconder-se-ão os homens; quando eles perecerem, multiplicar-se-ão os justos.



Há imagens desse capítulo, visualizadas através do Google - Pesquisa de livros, nas seguintes bíblias: Padre Antonio Pereira de Figueiredo edição de 1828 | Padre João Ferreira A. d’Almeida, edição de 1850 | A bíblia em francês de Isaac-Louis Le Maistre de Sacy, da qual se serviu Allan Kardec na Codificação. Veja também: A versão Corrigida e revisada, fiel de Almeida; A Hebrew - English Bible — JPS 1917 Edition; La Bible bilingue Hébreu - Français — “Bible du Rabbinat”, selon le texte original de 1899; Parallel Hebrew Old Testament by John Hurt


.

Abrir