Bíblia do CaminhoAntigo Testamento

Índice Página inicial Próximo Capítulo

Habacuque   Ee

(Vulgatæ Editionis)

CAPÍTULO 1

(Versículos e sumário)

1 Peso que viu o profeta Habacuc.

2 Até quando, Senhor, clamarei eu, e tu me não escutarás? Até quando levantarei a minha voz a ti, padecendo força, e tu me não salvarás?

3 Porque me mostraste tu iniquidades, e trabalhos, reduzindo-me a ver eu diante de mim roubos e injustiças? E decidiu-se uma causa em juízo e a contradição é que prevaleceu.

4 Por esta causa é quebrantada a lei, e o juízo não chega até o fim; porque o ímpio prevalece contra o justo, por isso sai o juízo transtornado.

5 Ponde os olhos nas gentes, e vede; admirai-vos e pasmai; porque se fez uma coisa em vossos dias, que ninguém acreditará, quando lhe for contada.

6 Porque eis aí vou eu a suscitar os caldeus, essa nação cruel e veloz, que anda sobre a largura da terra, para se apoderar das tendas que não são suas.

7 Ela é horrível e espantosa; dela mesma sairá o juízo, e o seu peso.

8 Os seus cavalos são mais ligeiros que os leopardos e mais velozes que os lobos à tarde; e a sua cavalaria se difundirá por toda a parte; porque os seus cavaleiros virão de longe, eles voarão como uma águia que se apressa a empolgar a presa.

9 Eles todos virão à presa, o seu rosto é como um vento abrasador; e ele ajuntará tropas de cativos, como montões de areia.

10 O mesmo triunfará também dos reis, e se rirá dos tiranos; ele zombará de todas as fortificações e lhes oporá os seus marachões [represas], e as tomará.

11 Então se mudará o seu espírito; e ele passará e cairá; esta é a fortaleza daquele seu deus.

12 Porém, não és tu, Senhor, o que és desde o princípio o meu Deus, ó santo meu, tanto assim que por tua intervenção não morreremos? Tu, Senhor, estabeleceste este príncipe para ele exercer os teus juízos; e tu o fizeste forte para nos castigares.

13 Os teus olhos são limpos, para não veres o mal, e tu não poderás olhar para a iniquidade. Por que razão olhas tu para os que cometem injustiças, e te conservas em silêncio, entretanto que o ímpio devora os que são mais justos que ele?

14 E farás que os homens sejam como uns peixes do mar, e como uns répteis que não têm príncipe.

15 Tudo levantou com o anzol, arrastou isso na sua varredoura e o ajuntou na sua rede. Por isso ele se alegrará e exultará.

16 Por isso ele oferecerá hóstias à sua varredoura e sacrificará à sua rede; porque por elas é que foi engrossada a sua porção e o seu manjar é escolhido.

17 Por isto é que ele tem pois estendida a sua rede varredoura e não cessará de derramar sempre o sangue das gentes.



Há imagens desse capítulo, visualizadas através do Google - Pesquisa de livros, nas seguintes bíblias: Padre Antonio Pereira de Figueiredo edição de 1828 | Padre João Ferreira A. d’Almeida, edição de 1850 | A bíblia em francês de Isaac-Louis Le Maistre de Sacy, da qual se serviu Allan Kardec na Codificação.

Veja também as seguintes versões: Corrigida e revisada, fiel de Almeida; A Hebrew - English Bible — JPS 1917 Edition; La Bible bilingue Hébreu - Français — “Bible du Rabbinat”, selon le texte original de 1899; Parallel Hebrew Old Testament by John Hurt


.

Abrir